Páginas

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Ancoragem da poesia.















O barco desliza na suavidade do mar,
só quem navega sabe viver o balanço,
tão sublime nesta noite linda de luar,
que inspira numa poesia de remanso.

Uma lua cheia que vem ornamentar,
no belo espelhar-se em aguas escuras,
vem a brisa no meu corpo a refrescar.
Da proa um Saxofone o som ternura.

Meus olhos navegam aflitos por terra.
Acolá um farol sinaliza intermitente,
dispara meu coração na longa espera,
que nos cais é festa na solidão latente.

Um vento a levar o barco lentamente,
viajar, sonhar ao som da leve canção,
desatam as lembranças tão docemente,
na ancoragem perfeita da inspiração.

Toninho
17/02/2018

Inspiração para o projeto: poetizanto e encantando em sua 23ª edição, pela professora Lourdes. Conheça e participe.


Uma semana nova
e bela para você.

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Longa noite.




Noite enluarada na carência total
de beija-flor em mata de queimada,
à procura do mel em flor ressecada,
mas sente o amargo da cicuta letal.

Perdida na janela o olhar distante,
na noite afunda todo o sofrimento,
no coração aflora todo o tormento,
efervescente  saudade alucinante.

Na janela apenas o pássaro ferido,
com desejo de voar no firmamento,
mutilada padece no desejo contido.

Sem asas se abate no esvaecimento,
A lua beija o teu rosto adormecido,
aflora seu leve sorriso como alento.


Toninho
10/02/2018

Inspiração para o poetizando e encantando da Lourdes um projeto de poesias entre amigos de todos os domingos. Conheça e participe tenho certeza que vai gostar.


Um bom domingo 
com ou sem folia
que seja de alegria.
Haja paz e harmonia
Tem contos e brincadeiras no outro blog:https://toninhobira.blogspot.com.br/

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Frenesi.



















Vem dela o desejo ardente de amar,
que vivo no frenesi dos sentimentos,
é a escultura em todos os elementos,
a mulher que vaga pela beira mar.

Quisera ela fosse apenas uma ilusão,
que minha solidão cisma em recriar,
mas este fogo que arde faz acelerar,
todo o frisson do meu pobre coração.

No afã na ilusão do abraço arrepio,
perco-me nos pensamentos, é visão,
a bela some nas aguas vem o vazio.
   
Evoco à Iemanjá a sua compaixão,
leva-me do peito este viver sombrio,
que tanto me alucina esta aparição.

Toninho
04/02/2018











Inspiração para a imagem do projeto da professora Lourdes na sua 21ª edição, conheça e participe aqui: filosofandonavida  

**************************
Poesia por lá também: toninhobira.blogspot


Semana vitoriosa
para você

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Depois da Chuva


Uma imagem toda Sexta-feira projeto da Mari e Silvana para uma inspiração com 140 caracteres, confira e participe.














Quando vejo o arco-íris pela tarde,
inspiro-me naquela alegre criança,
a correr lépida pela rua da cidade,
a gritar: Deus pintou meia aliança!

Toninho
02/02/2018

Outras inspirações:

II
Naquele momento esqueceu a chuva,
deixou-se levar pelas sete cores, que
fazia-lhe um dourado sobre sua pele.
Olhou o Céu, entoou seus louvores.

III
Naquele dia a chuva destruiu.
Só olhos tristonhos sobre danos.
Mas o arco-íris o morro coloriu,
como aliança ao fiel suburbano,
foi como afago.

******************************************
Feliz fim de semana
com paz