Páginas

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Minas,mineiros e mineiridade

Mineiros tem por todas parte e vez em quando surge um para me levar à emoção.
Compartilho com voces este texto de um mineiro, que dedicou a mim e a todos os mineiros espalhados lá no Recanto das Letras e extendo aos daqui.

Minas, Mineiros e Mineiridade

Autor: Petrônio Ferreira o Exilado Político(Recanto das Letras













Contemplo suas montanhas
Com zelosa admiração e respeito,
Beijo us vales de riquezas
Como os beijaram as enxadas e bateias
Dos desbravadores de terras e almas.
Amo este seu solo fecundo
Como ama um filho, o colo da mãe.


Mãe-Minas rica, bela e amorosa
Que acolhe aos seus e aos outros
Com o mesmo zeloso e indistinto amor...
Minas da religiosidade e do heroísmo
Esculpida no dorso das serras,
Talhada nas encostas dos montes,
Vales e ao longo dos rios.


Sua história de glórias e dádivas
Escrita a picaretas, em sangue suor e lágrimas
É mostra indelével da bravura de seu povo.
Minas das vilas ricas de ouro e diamantes...
Se fizeram a alegria de reis e nobres
Jamais compraram a consciência de seu povo.


Minas, sinônimo de liberdade!


Ser mineiro é, antes de tudo, ser livre
É ter um porte altivo de herói,
De inconfidente, conjurado, lutador.
É fazer da vida constante contemplação e aprendizado.


Minas,
Destaque nacional no compromisso democrático,
Da doação irrestrita em prol do bem comum.


Ser mineiro é ter olhos atentos de olhar profundo,
Fala macia, pausada e respeitosa.
Gestos firmes, seguros, sinceros e discretos
É pensar com rapidez e falar com retidão.
Amar a liberdade e por ela dar a vida
_ Dez vidas, se as tivesse!


Ter mineiridade é ter uma mineira idade,


Nada geométrico, plano, cronológico.
É saber unir a tradição e progresso
Pretérito, presente e futuro num único tempo.
É ser amigo fiel e companheiro de confiança.
Ter olhos no futuro, pés no presente e consciência do passado.
Ver um treco de glória num passado heróico...

Ouvir ecoando por casarios coloniais
Um único grito: _LIBERDADE!!!

Nem todo o sal do mundo
Bastaria para abortar esta idéia fecunda.

Ser mineiro é não curvar-se, exceto a Deus.
Ser mineiro é ser livre!




Uma homenagem a Toninhobira / Welinton e todos os mineiros do Recanto das Letras. Petrônio Ferreira o Exilado Político(Recanto das Letras)


quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Eu quero

Eu quero.


Eu quero viver a vida, de quem sempre acredita que é possível ser feliz
Eu quero viver a vida de quem sempre acredita que é possível
Eu quero viver a vida de quem sempre acredita que é
Eu quero viver a vida de quem sempre acredita que
Eu quero viver a vida de quem sempre acredita
Eu quero viver a vida de quem sempre
Eu quero viver a vida de quem
Eu quero viver a vida de
Eu quero viver a vida
Eu quero viver a
Eu quero viver
Eu quero
Eu.

Toninhobira
Publicado 24/01/2010
No Recanto das Letras

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Nos Porões da inocencia

Nos porões da inocência.

Ou de como perde a voz e continua gritando.













A vontade de gritar no meio do meu canto
É da tua surdez de não me ouvir enquanto
Lagrimas que secas, não inundam meu pranto.
Na angustiante procura de uma vida de acalanto
Livro-te dos mimos, eu quero mais é teu encanto


A vontade que me invade vem desta distancia
Da fria falta de atenção de quem me rodeia
Não vês que não posso fugir desta cadeia
Que me impõe regras e limitações noite e dia
Numa vida sem graça que me empurra na apatia


Nem de ti figura intocável por Deus desenhada
Perdida em tua correria de vida desvairada
Não entendes minha angustia nesta dor abafada
Danças comigo de pés atados a musica sonhada


Não vê meus caminhos limitados da vazia vida
Um pássaro sem asas, a vontade de voar perdida
Para longe desta selva com seu canto despedida
Reviver num vôo a liberdade aqui tão prometida.




Apenas uma inspiração tirada da garganta dos quem não podem expressar suas angustias e decepções, bem como seus medos e desejos.



Toninhobira
06/09/2010