Páginas

quinta-feira, 17 de março de 2011

Respostas da vida









 imagem Google









 
Aprendem-se todas as respostas
Mudam-se as perguntas em surdina
Estranho poder dos déspotas
Vigiando a vida em cada esquina

Quem lhes deu ousadia, poder?
Meu coração é terra particular
Não há espaço ao bel prazer
Para o meu querer assassinar.

Viver cada dia a aventura
No êxtase desta alegria
Que anule esta amargura

Sonhe da vida o mar de rosas
Que tão bem faz em sintonia
No querer de horas amorosas.

Toninho
16/03/2011





terça-feira, 15 de março de 2011

Senhora Poesia.






 imagem Google.



Senhora Poesia.

Quem é esta senhora que vem no meio do sonho?
E toma minhas mãos errantes e leva a passear
Conhecendo seu corpo suas magias e suas entranhas
Ela é mesmo ousadia nas suas andanças e eu vou
Navegando nas suas águas nos delírios das lembranças.

Às vezes canto numa tristeza sem fim
Que todo meu canto se reveste de uma melancolia
E me acordo assustado levado por um Serafim.
Outras me vejo deitado na relva na calmaria
Que meu corpo levita no amar infinito de ti.

O que pode esta senhora que meu peito apavora?
Que em meu corpo se transforma na torrente
De uma paixão louca que vem e me devora
E falo de coisas que a gente vive simplesmente.

Ela é mesmo uma fêmea ardente
Na estrutura bela que alucina e acaricia.
Se me entrego nu me ama belamente
 É doce viver com ela numa sinestesia.  



Dedicado à poesia.
Publicado no Recanto das Letras em 14/03/2011.
Toninho.
14/03/2011.

domingo, 13 de março de 2011

Cubra-me de pedras.









 imagem Google





Cubra-me de Pedras.

 
Cubra-me de Pedras.

Cubra-me de pedras
Lance seus espinhos
Do puro curare

Pedras que esmagam
Na minha fronte que sangra
No desmonte deste ser.

Cubra-me de folhas secas
Das arvores mortas do sertão
E assim acaba.



Obs. Exercicio de parodia e ou parafrase.
Inspirado em "Coroai-me de Rosas" in Odis de Fernando Pessoa)

 
Toninho 09/02/2011