Páginas

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Lábios que beijei.











Lábios murchos, ausentes dos teus.
Um beija-flor em mata queimada,
Ilude-se no mel na flor ressecada.
Procura malograda do gineceu.

Deixo-me levar neste momento,
Como encontrar a rima do poema,
Para falar da boca que ora teima
Beijar outra boca no esquecimento.

O que resta são estes versos tortos.
Os lábios que sangram ressecados,
Solfejam o poema triste e mouco.

Sem vida um barco sem porto,
Ancorado de lembranças do passado,
Como a menina na hora de um aborto.

Toninho.
*****************************************
Da série apenas uma isnpiração. 
*****************************************
Amanhã dia 17/10 temos mais um encontro

28 comentários:

  1. Ah viver sem o amor, longe dos beios amados é faltar inspiração pra um verso de paz, assim sobeja este poema mouco , mas cheio de dor ...um amor que sobrou. Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Uau, Mineiro!

    Quanto verso 'bão' demais....

    bjsMeus
    CAtita

    ResponderExcluir
  3. Oi Toninho
    Um poema cálido com desejos sempre imagináveis.
    E necessários.
    saudade de ti..
    deixo abraços

    ResponderExcluir
  4. Lindíssima inspiração, diga-se sempre isso!Muito linda tua poesia,Toninho!!

    abração,lindo dia!chica

    ResponderExcluir
  5. Amigo Toninho, bom dia!
    Olha eu devagarinho aparecendo por aqui...
    Após uma grande ausência venho aqui com prazer dar uma olhadinha nas suas últimas inspirações. E que inspirações hein!?
    Nossa! Lindamente inspirado nas lembranças de uns lábios que foram beijados e deixaram saudades...
    Pode ser dolorido sentir os lábios ressecados, mas também pode ser uma felicidade saber e sentir que os mesmos ainda sangram...
    Este seu texto é apenas uma inspiração hei?
    Um lindo dia para você!
    Meu carinho de sempre.
    Ange.

    ResponderExcluir
  6. Toninho, que beleza de poema! Quanta imagem! Que viagem pelo mundo fabuloso da arte! Cada novo poema há uma superação extraordinária. Parabéns por essa busca pelo aperfeiçoamento daquilo que já andava pela excelência!

    Aproveito também para agradecer à especial visita ao meu espaço e pelos comentários e observações excelentes que por lá deixastes.
    É muita satisfação para mim receber a tua visita amável lá no meu cantinho.

    Abraços fraternos desse teu novo amigo e admirador confesso. Daniel.

    (e sobre o Mindim, sim, já conhecia. tenho amigos poetas que amam esse novo 'formato'.)

    ResponderExcluir
  7. Bom Dia Toninho.
    Amigo ,enviei segunda feira meu presente para você por favor me avisa quando chegar.
    Como mandei registrado não chega rápido com SEDEX.
    Espero que goste mimo mimo de Natal fora de época.
    Deus abençoe seu Dia beijos,Evanir

    ResponderExcluir
  8. Adorei os versos, Toninho!!
    Lábios que foram beijados e deixaram saudades...inspirador!!

    Lindo dia pra você, amigo!!
    Beijinhos!!♥

    ResponderExcluir
  9. Parabéns meu querido amigo, um belo poema apesar de um pouco triste! Abraçossss

    ResponderExcluir
  10. Um dia o barco vai atracar em um Porto...
    Abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. OI Toninho!
    A saudade de um amor e a saudade deixada tira o viço da vida. Lindo sentir!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Saudades beijadas e guardadas na emoção que vira e revira o viver.
    bjs.
    Grata por prestigiar nossos encontros semanais.

    ResponderExcluir

  14. Olá amigo,

    Belíssimo soneto! Inspiradíssimo este mineirinho.
    Que orgulho, sô! (rsrsrs).

    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Olá Toninho,
    Adorei seu comentário lá no meu blog. rsrs...
    Lindas palavras!
    Êita mineirinho versado! Sou de Raul Soares.
    Bons fluidos.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia meu amiguinho inspirador !!!!!!
    Que faço com vc quando leio teus escritos assim quase que nas alturas...só posso dizer que vc é um eterno apaixonado,rsrsrs
    Vindo aqui aproveito para te convidar para apoiar juntamente comigo o OUTUBRO ROSA,incentivando as pessoas conhecidas a fazer o exame de mama, prevenindo do câncer que é responsável por 52.680 novos casos no Brasil neste ano!Quero que você esteja junto comigo nesta luta,apoiando esta causa. Vamos a cada dia plantar esta ideia na cabeça das pessoas...EU, do blog FOLHAS DE OUTONO,agradeço todo o apoio E comentário deixado lá em prol da minha nova postagem.Peço que ao passar leve uma mensagem de positividade.
    Sua espoletinha!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Gostei de ler...
    Me vi em meio a ternuras
    E à crueldade da vida...
    Bom!

    ResponderExcluir
  18. Oi amigo Toninho, paz para todos , mais uma poesia linda, estou caindo no lugar comum, se é linda mesmo, tem que ser dita, um abraço fraterno. quanto a blogagem não tem pressa deixa quando vc tiver mais tempo e eu tambem.Celina

    ResponderExcluir
  19. que inspiração hem poeta 'benza a Deus, sempre' a boa poesia nos faz um bem danado... creio que seja assim com todos que aqui chegam... bjuuu de lindo dia e luz pra todos.

    ResponderExcluir
  20. Que belo soneto! O primeiro verso,
    fez--me recordar uma antiga e linda canção que dizia:
    "Lábios que beijei,mãos que afaguei..."
    Obrigada, Toninho, pela partilha.
    Um beijo,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  21. Nada vê-se de torto neste belo poema que descreve com intensidade as angústias do malogrado apaixonado.
    Faça a chuva e umedeça os lábios das flores!
    Abraços, amigo Toninho.
    Calu

    ResponderExcluir
  22. Bom dia,Toninho!!!

    Que lindo e que triste,meu amigo!
    Mas acontece...nem sempre dá tudo certo,né?!
    Beijos e meu carinho!

    ResponderExcluir
  23. Boa tarde, fiquei muito feliz com sua presença no blog,cada vez mais me apaixono pelo mundo das poesias e vi que é um mundo encantador, e a Severa é muito especial mesmo obriga abraços amei o poema e até breve Leila

    ResponderExcluir
  24. Belíssimas e profundas metáforas você pôs em seus versos.

    Uns lábios sem os outros lábios, quase que não
    têm razão de existir.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  25. e que maravilhosa inspiração de amor!Já vou levar pro Recanto tb!...rss...bjs,

    ResponderExcluir
  26. Caro Toninho
    Como não se deliciar com seus versos?

    ...Sem vida um barco sem porto,
    Ancorado de lembranças do passado
    Como a menina na hora de um aborto.

    Terno e triste.
    Lindo.

    Um abraço.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.