Páginas

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Aos que têm fome.













Aos que têm fome.

“Senhor dai pão a quem tem fome e fome de justiça a quem tem pão”.
“Senhor abençoe este alimento que vamos tomar aqui e agora...”.


Mas tende piedade daqueles pobres agricultores com pés descalços e pouca comida na marmita, que deixam seus lares, quando o Sol se faz presente. Não descuide deles Senhor, fechando lhes os corpos diante dos vários perigos naqueles campos, naquele úmido brejo.

Enviai vossos Querubins para juntos de seus pequenos filhos deixados lá no casebre, largados a toda sorte e perigo, criando neles a esperança e certeza de uma vida melhor. Mas cuida de nós Senhor, para que possamos ter saúde e trabalho para usufruir destes alimentos na nossa mesa.

Que vossos Serafins com todas suas asas nos cubram de toda proteção, para que possamos trabalhar e sermos dignos dos alimentos usufruirmos em nossa mesa.

“Para que ele sirva para o sustento do nosso corpo e para o bem de nossa alma...”.

Assim nos fazei dignos em Seus ensinamentos, lavando nosso espírito de todas as maldades e omissões. Alimente nossa vontade de viver na fraternidade, em nossa comunidade e família. E que possamos sempre, confraternizar com aqueles que produziram o alimento de nossa mesa farta. Inflama nosso peito com os mais ardentes desejos de vivermos como irmãos na cooperação.

“E Vós fazeis com que, assim como nós temos com o que alimentar aqui agora, todos os nossos parentes, amigos e bem feitores, tenham também com que saciar a fome do corpo e o bem de nossa alma.”

No ápice de Vossa máxima bondade Senhor, olhai e vigiai todos nossos familiares e amigos, que neste momento podem estar vivendo em dificuldades, que eles possam encontrar a saída digna. E ainda peço Senhor, que iluminais a cabeça dos péssimos dirigentes e falsos hipócritas políticos, incentivando-os na sede de justiça, honestidade e cumplicidade.

Enviai todos anjos Arcanjos guardiões, com suas varas e floretes, para que eles possam educar aqueles que não se curvam diante das misérias e sofrimentos de seus filhos.  

Assim sendo abençoai Senhor.
 Amem.

 Na cor destacada(roxa) uma oração de meu pai, o resto é uma reflexão  minha sobre o chamado desta bela oração, que compartilho com voces.


Tempo em que desejo a todos os amigos, que gentilmente me visitam Uma Feliz Páscoa, onde a paz seja possivel nos lares e que a desigualdade seja amenizada em todos os cantos da terra principalmente aqui.
**************************************************************

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Há vida no Outono.









Há vida no Outono.

Porque quero fazer de cada instante a unicidade de sentimentos, recriar e expandir relações, extrair toda beleza, que faça renascer esperanças, sonhos com realizações que solidifiquem a sensação de total felicidade de que se ouve falar em variados livros santos.

Porque quero, que cada suspiro seja um elemento, que me faça melhor aos olhos dos que me amam e gostam e que assim, eu possa cada ainda mais compartilhar todas as delicias de viver em comunhão. Comunhão que nos faça reencontrar a paz, quando há tantos que se desesperam e se matam.

Quero vida de movimentos, em abundancia e exageradamente voltada para o bem estar geral e que nesta r(e) volução de almas e quereres possam viver aquela linda manhã, em sintonia com todos os mistérios das quatro estações. Que cada folha seca emita o som de uma canção ao ser pisada sem se sentir esmagada. Que nessa caminhada possa sentir a maciez deste chão orvalhado, que sonha primaverilmente com as cores e perfumes que virão.

Como não se embevecer perante as maravilhas da natureza, que nos encanta e surpreende em cada movimento da poderosa transformação do grão numa linda arvore e ou em abundante alimento, que sacia a fome e faz a alegria dos campos ou mesmo, quando em flores belas e perfumosas se transformam deixando no ar um frescor e perfume de paraíso.

Como não se encantar diante dos mistérios da reprodução de vidas em todos os reinos no perfeito equilíbrio e sincronismo com as básicas necessidades de todos os seres, que vivem em harmonia, sem agressões e se preservam apenas perante a lei da seleção natural, mas nunca pela incompreendida mania da dizimação de vidas.

Mas vida veja, o que os homens estão fazendo!

Toninho 22/03/2012.


*****************************************************************
Uma bela semana de fé com todo espirito de fraternidade.