Páginas

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Nesta manhã.












Nesta manhã Outonal.

Fui à busca do brilho de teus olhos
Nesta manhã que se fez desventura.
Encarcera o amor na amargura.
Sinto no peito apenas os ferrolhos

Queria sentir o teu sorriso aberto
Apenas ouço o silencio da solidão.
Perco-me na imaginação da razão.
Do semblante tão triste e disperso

Queria te dar força e fazer alegria
Recriar os belos sonhos nesta noite.
Estabelecer no amor bela harmonia,

Ah, eu queria uma manhã gloriosa,
Mas vem do mar o vento como açoite.
Sem ser prelúdio desta noite preciosa.

Toninho.
13/04/2012.

“Se você sabe explicar o que sente, não ama, pois o amor foge de todas as explicações possíveis.”. Carlos Drummond Andrade.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Equilibrio e sabedoria.














Equilíbrio e sabedoria.

O que se persegue nesta vida é o equilíbrio, seja na vida financeira, nas relações em todas as variações, bem como na equação de todos nossos quereres. A isto entendemos e ou definimos como sabedoria, que se alcança ao longo da vida. Se nos perdemos neste ponto, experimentamos sentimentos, que nos causam aflições, que geram desperdício de energias, que deveriam ser canalizadas, para nosso engrandecimento como pessoa e como elemento produtivo e útil a sociedade. Agregação de valores.

Sabemos quão difícil é, encontrar este ponto na balança da vida, onde em um dos pratos a todo instante como conspiração são as mazelas ali colocadas, que tendem a pender o fiel, na criação de acúmulos negativos que geralmente nos deixam em processo estressante, com aquelas dores se espalhando por todo corpo.

Vivemos numa constante dança, muitas vezes sem musica alguma e ou mesmo contraria ao nosso gosto. E há que, mesmo assim saber entrar e dançar bem como saber como sair dela. Não creio que haja uma cartilha a nos orientar a entrada e saída, por isso saímos com alguns inevitáveis arranhões.

Somente com sabedoria e equilíbrio, que podemos circular nos salões sombrios e frios entregues a toda sorte e prazer do carrasco da vida com suas armas a nos torturar. Sem esta habilidade vem a angustia e fatalmente nos joga ao processo de depressão, que muitas vezes levam as pessoas às piores fugas, como o suicídio, drogas, incrementando toda onda de violência para consigo mesmo e para com aqueles, a quem deveria dedicar toda atenção, respeito, carinho e amor.

Toninho
09/04/2012.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

haikai das cores

 














Beleza terna.
Rainhas das estações_
Rosas vermelhas

**********************************************




















Bolo de Outono.
Aroma provocante_
Maças maduras.

 
**************************************************
 Uma semana mais leve de cores e sabores a todos.
É o meu desejo. 
1- A foto da Rosa foi gentilmente cedido pelo blog 
http://mundodedilamar.blogspot.com.br/ .
Confiram.

2- A foto das maçãs origem Google.

**********************************************
Inspiração/interação da Calu. Grato amiga: http://fractaisdecalu.blogspot.com.br/

Veludos ardentes
Vermelhos pulsantes
Veias da Vida.
*************************************************
Aqui a beleza da inspiração da Elisa T. Campos. http://pintandohaikai.blogspot.com.br/

Rubras maçãs
Tem gosto de pecado
Aromas de rosas
*************************************************