Páginas

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Se o amor se vai.











Quando
Perdi
O bem,

Tudo
Ficou
Ermo.

Sonhei
Todas
Noites,

Como
Poder
Trazer

Para
Junto
De mim.

Esta
Mulher
Que fez,

Minhas
Noites
Belas.

 
Toninho

Inspirado na cadeia de Mindim “Te perdi” da poetisa Menduiña postagem de Facebook em 09/10/2012.
Para conhecer  a estrutura entender aqui: http://mindimlunadiprimo.blogspot.com.br/

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Lábios que beijei.











Lábios murchos, ausentes dos teus.
Um beija-flor em mata queimada,
Ilude-se no mel na flor ressecada.
Procura malograda do gineceu.

Deixo-me levar neste momento,
Como encontrar a rima do poema,
Para falar da boca que ora teima
Beijar outra boca no esquecimento.

O que resta são estes versos tortos.
Os lábios que sangram ressecados,
Solfejam o poema triste e mouco.

Sem vida um barco sem porto,
Ancorado de lembranças do passado,
Como a menina na hora de um aborto.

Toninho.
*****************************************
Da série apenas uma isnpiração. 
*****************************************
Amanhã dia 17/10 temos mais um encontro

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Seres iluminados







Quem são eles?




São seres iluminados em missão,
especial forja para usinar mentes,
a árdua tarefa em pequenas mãos,
dotar o poder da escrita corrente.

São os abandonados pelos gestores,
mas não perdem o toque motivador,
para formar todos os futuros doutores,
movidos de especial dom acolhedor

São formadores de opinião pela vida,
acúmulos de pesados fardos do oficio.
E assim se fazem de pais na guarida
em acolher vidas com todo sacrifício.

Então, quando enfim o dia termina,
aflora um orgulho que ecoa no peito,
explode um grito que liberta e fascina,
E assim que ele clama por respeito.

Toninho.   
**********************************************************
Com meu carinho e todo respeito a todos que se doaram e doam suas energias para a arte de ensinar.
Meu terno abraço com toda admiração.