Páginas

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Do outro lado da noite.



Quando vejo a noite tocar o mar,
o sol sair de mansinho a brilhar,
deixa sobre o mar rastro de luz,
que os poetas inspiram a cantar.

Olho para a lua no infinito Céu,
penso em ti como todas as noites,
e sei que estás a namorar a lua,
assim viajo na paz do teu olhar.

Há sintonia, que faz ter alegria,
sinto dentro do teu olhar. Sorrio.
Revivo as nossas belas fantasias,
deixo-me levar na luz da poesia.

Ainda que seja teoria a harmonia,
acende pelo corpo uma energia,
vem do pensamento que livre voa,
abraço-te ébrio de amor. Adormeço.

Toninho
Novembro/2015

Por aqui tambem: toninhobira.blogspot 

****************************************************************
Um feliz fim de semana a todos vocês.







segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Canto ao mar.




Há dias que é preciso mais de chão,
os momentos de languidez infinita,
olhar perdido à procura de solução,
no céu nuvens traiçoeiras desditas.

O manto negro que o mar vem cobrir,
um mar revolto com ondas violentas,
que desmaiam nos seus pés no porvir,
arrastam as dores como água benta.

Seus cabelos voam como as borboletas
numa primavera. Livres e coloridas.
Mas ela ali trancada numa gaveta,
imobiliza-se na dor vida esquecida.

E quando por fim toda a chuva cair,
entrega a oferenda à rainha do mar,
com esperança e fé vê o barco partir,
pula sob três ondas e põe se a clamar.

Toninho
Novembro/2015
************************************************************
Uma semana de paz e alegrias a todos.