Páginas

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Espelho cristalino





Foi no verão a excursão escolar.
Como tarefa limpar uma lagoa.
Hoje outono ela é um espelho.
Vi reflexos de céus, árvores e Sol.
Faltou você.

Toninho

18/11/2016


Minha participação no projeto #umaimagemem140caracteres de Mari e Silvana


Nota: coisas que leio e recomendo: amor-e-sexo-no-envelhecer

Um bom fim de semana 
para todos.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

A impaciência de Giselda


A pata Giselda teve cinco filhotinhos, mas foram vários dias no ninho, sem nada fazer além de aquecer os ovos. Já estava chateada com a vida sedentária e receber as sentada ali. Elas chegavam cheirosas ainda com as penas molhadas do banho na lagoa azul do parque. Quando elas partiam, a tristeza se abatia sobre ela, que ficava a sonhar com seus patinhos nascidos e livres vivendo junto à lagoa.

Dona Filó era uma velha senhora da redondeza e muito festeira, que todos os dias ia levar um punhado de milho para Giselda e falava sempre, que estava ansiosa para ver os novos patinhos e Giselda livre da nobre missão. Giselda ficava enciumada e com medo dos desejos de Filó, desde que a viu pegar uma colega pata velha para servir numa festa de confraternização.

E veio o sonhado dia, Giselda cantava de alegria quando viu o primeiro patinho sair da casca e sacudir suas asinhas. Logo Giselda tratou de remexer os outros ovos, que foram se abrindo um a um com seus belos patinhos. As amigas chegaram a tempo de ver o ultimo sair da casca com aquelas penas ralas. Para espanto apareceu a Filó com seus olhos sobre os óculos, espiando de mais perto os filhotinhos. Giselda quase teve um ataque de nervos, quando Filó pegou um para acariciar. Lembranças tristes vieram na cabeça da Giselda, mas logo passou ao ver o patinho ser deixado junto aos outros.

Assim depois da longa chocadeira a Giselda vendo os patinhos com suas asas reluzentes, tratou logo de arruma-los em fila indiana e anunciou que eles conheceriam a mais linda lagoa, onde os patos tem a liberdade de vida feliz. Como um batalhão encabeçou a fila, atravessou a praça toda orgulhosa, em direção à lagoa azul numa cantoria linda que encantou a todos que estavam pela praça. Inclusive a dona Filó.

Dona Filó a tudo assistia e registrou com fotografias o primeiro passeio da Giselda, que não quis nada de posse especial para Filó e seguiu olhando fixamente para frente.

Agora que os filhos estão criados e independentes vivendo junto à lagoa. Giselda que se cuide com Dona Filó ou havia ali uma amizade mesmo?

Toninho
15/11/2016

Apenas uma ficção os nomes usados não tem nada a ver com pessoas da vida real.

Minha participação na BC_botando a cabeça para funcionar que a Chica promove a partir de uma imagem com inspiração livre. Confira aqui: chicabrincadepoesia
Em tempo convido para uma leitura interessante aqui: pensandoemfamilia confiram.